Posts sobre: Música

9 Dezembro 2015

DJ ou Banda? – 6 Dicas Simples

A escolha entre banda ou DJ para o casamento é uma das mais importantes do planejamento do grande dia, uma vez que ela pode ditar o tom da festa e clima do ambiente. Por isso, dicas são sempre bem-vindas, correto? Então aqui vão algumas:

1. Escolha sua Vibe. Por mais que tanto bandas quanto DJs possam tocar todos os estilos de música, algumas músicas, como a eletrônica ou pop, vão ser melhor representadas por um DJ. A atmosfera criada por eles gera um clima mais parecido com balada. Enquanto que uma banda deve puxar mais a atenção dos convidados para interagir.

2. Defina seu Orçamento. Em referencia a custos, DJs são definitivamente menos onerosos que bandas, apesar de alguns mais famosos em sua cidade podem ter o custo de uma banda.As bandas vão se tornar cada vez mais caras de acordo com o número de músicos e instrumentos escolhidos.

3. Considere o Espaço. Se você vai se casar em um local com pouco espaço, precisa observar se haverá espaço para uma banda com todos os seus músicos, instrumentos e caixas de som. O mesmo se aplica à aparelhagem do DJ que geralmente não é pouca coisa.

4. Pense em Seus Convidados. Uma maioria de convidados mais jovens é mais propício a curtir o som de um DJ do que convidados com mais idade. O ideal é pensar na festa como um todo.

5. Conheça os artistas. O DJ ou cantor principal da banda se tornarão os guias da festa, e conhecer um pouco eles, saber o que costumam tocar em casamentos e também informá-los sobre o gosto musical dos noivos é imprescindível para garantir que tudo sairá como desejado.

6. Contratar os dois? Se couber no orçamento, por que não? Vai agradar todos os estilos de público e intercalar os tipos de músicas.

weddingDJ

Foto: Reprodução

Beijinhos,

Desire de Araujo, com colaboração de Alice Dacal.

4 Dezembro 2015

6 DICAS PARA A VALSA!

Mesmo que um ou ambos os noivos não sejam tão habilidosos no dancefloor, eles podem (e devem) arrasar em sua primeira dança como marido e mulher. Para tanto, basta seguir alguns passos simples que vão fazer toda diferença.

Concordem no estilo de dança

Se um dos dois quiser dançar uma valsa tradicional enquanto o outro quiser dançar um tango, por exemplo, isso pode ser um problema. Escolher o estilo de dança é o primeiro e mais importante passo.

Escolham a música certa

Após escolher o estilo, a opção da música ideal é de suma importância, pois a intenção é sempre que ela seja a música perfeita. Se, além de estar de acordo com o estilo da dança, a música ainda fizer parte da história do casal, tudo tende a fluir melhor.

First-Dance1

Foto: Reprodução

Não elaborem demais

Por mais que seu sonho seja dançar a coreografia do filme Dirty Dancing, tente adaptar a dança e retirar movimentos mais elaborados ou arriscados. Ninguém quer ir parar no hospital no dia do casamento, não é?

Façam aulas de dança

Se ficarem nervosos com a dança ou simplesmente desejem arrasar na grande dança, fazer algumas aulas de dança alguns meses antes do casamento pode ser muito bom. Existem profissionais especializados em elaborar coreografias para noivos.

Pratiquem

Como todos sabem “a prática leva à perfeição”. Então, mesmo os noivos que não fizerem as aulas de dança deveriam separar alguns minutinhos nos finais de semana para ensaiar um pouco a dança do grande dia.

Se divirtam

Durante a valsa, com certeza todos estarão olhando para vocês, mas podem ter certeza: ninguém está lá julgando. Todos estão apenas admirando aquele momento tão representativo e compartilhando amor. Portanto, não há motivos para se preocupar em não errar a dança ou ficarem nervosos. Tentem focar em curtir o momento e se divertir juntos.

First-Dance2

Foto: Reprodução

Beijinhos,

Desire de Araujo, com colaboração de Alice Dacal

29 Maio 2015

MÚSICAS PARA A ENTRADA DOS NOIVOS

É inegável que um dos momentos mais importantes de um casamento é a entrada dos noivos. A música que acompanha este momento ganha então uma grande importância, pois traduz o sentimento dos noivos, e emociona os convidados. Muitas noivas preferem manter a tradição e subir ao altar com a marcha nupcial, lindíssima por sinal. Mas a cada dia que passa mais e mais noivas estão optando por variar, por escolher músicas de seu cotidiano, com as quais se identifiquem.

Listamos então algumas músicas lindas que tem sido utilizadas para a entrada das noivas e noivos na cerimonia para inspirar vocês:

A Thousand Years – Christina Perri (Tema do filme “Crepúsculo”)

Nothing Else Matters – Metallica

Have You Ever Loved A Woman – Bryan Adams

You Are My Sunshine – Johny Cash

“Yuou are my sunshine, my only sunshine

You make me happy when skies are grey

You’ll never know dear how much I love you

Please don’t take my sunshine away”

My Girl – The Templations (Tema do Filme “Meu Primeiro Amor”)

Marry You – Bruno Mars


Muitos noivos fazem pot-pourris, misturando inclusive as tradicionais marchas nupciais com musicas mais contemporâneas, e fica lindo!

O segredo é pegar uma música que os noivos amem, que falem um pouco por eles, que tenha uma letra bonita, e conversar com a orquestra ou banda para chegar a um tom agradável e compatível com o momento da cerimônia.

Beijinhos,

Desire de Araujo, com colaboração de Alice Dacal

29 Abril 2015

ECAD: ITEM QUE NÃO PODEMOS ESQUECER!

Organizar um casamento requer muitos detalhes e, sem sombra de dúvidas, chamar a atenção para esse item nunca é demais!

O Ecad (Escritório de Arrecadação e Distribuição) é uma instituição privada e tem como objetivo centralizar e distribuir a arrecadação dos direitos autorais de execução pública musical no Brasil para seus autores. Todos os eventos, com ou sem fins lucrativos entram dentro dessa arrecadação, inclusive uma festa de casamento. Caso eles descubram que os direitos autorais não foram pagos, o Ecad pode entrar com processo na justiça contra o estabelecimento onde foi realizado o evento.

Alice e Bruno-698

Orquestra Maximus, em Recife

Para cálcular o valor a ser cobrado, o Ecad exige uma declaração da casa de recepção contendo a quantidade de convidados estimada para a festa e com esse documento os noivos devem ir até o escritório Ecad da sua cidade, onde será calculado o valor e gerado um boleto para pagamento. Algumas casas de recepção auxiliam nesse tramite e as vezes já enviam o boleto pronto para os noivos pagarem. Após pago, deve ser enviado uma cópia do comprovante ao local onde será o evento; a via original deve ficar guardada com os noivos, e, caso seja solicitado, entregue ao cerimonial no dia do evento, para se, por acaso, algum fiscal aparecer no estabelecimento ser possível comprovar o pagamento.

O valor cobrado por convidado varia de acordo com a cidade e o estado onde será o casamento. Mas para quem quer ter uma noção de quanto deve reservar no orçamento, eles disponibilizam uma simulação online no próprio site. Bastar acessar o www.ecad.org.br, clicar na aba “Eu uso música” e depois em “Serviços ao usuário”. Outro detalhe é que para músicas mecânicas, como por exemplo um dj, o valor cobrado é maior do que para músicas ao vivo, como uma banda, orquestra ou cantor.

Abaixo fizemos um exemplo de simulação para um casamento com 250 convidados, a ser realizado em Recife, Pernambuco. Na primeira simulação colocamos a opção de música mecânica e na segunda, de música ao vivo. O Ecad considera 2 pessoas a cada metro quadrado, então, no simulador se deve colocar o valor referente a metade dos convidados, nesse exemplo seria 125.

Ecad 01

Página inicial da simulação de cálculo

Ecad 02

Simulação para um casamento com 250 convidados e música mecânica

Ecad 03

Simulação para um casamento com 250 convidados e música ao vivo

Dá para perceber a diferença entre valores e, com base na simulação do Ecad junto aos orçamentos dos músicos, definir qual a melhor opção de música, mecânica ou ao vivo, para o seu casamento.

Beijinhos,

Alice Dacal, com colaboração de Desire de Araujo